Voltar ao site

COM FISCALIZAÇÕES, RIGONI CONSEGUIU A ECONOMIA DE R$ 2 BIlhões PARA OS COFRES PÚBLICOS

 

Um prejuízo bilionário para os cofres públicos foi evitado após o trabalho de três parlamentares. Por meio de ações e representações, os deputados federais Felipe Rigoni, Tabata Amaral e o senador Alessandro Vieira conseguiram a suspensão de mais de R$ 2 bilhões que seriam utilizados de maneira irregular pelo Governo Federal.  Os três dividem um Gabinete Compartilhado em Brasília. 

“Precisamos de uma gestão pública eficiente e inovadora. Não podemos permitir o mau uso dos recursos públicos. O trabalho de um parlamentar é o de fiscalizar o executivo e denunciar as irregularidades que forem encontradas. Precisamos focar no bom uso dos recursos públicos e garantir que sejam empregados da forma correta”, disse Rigoni.

Entre as ações com gastos suspensos, estão as compras de ônibus escolares, sob acusação de superfaturamento, e a destinação irregular de kits de robótica. Outras oito medidas estão em andamento e podem chegar, em valores totais, aos R$ 7 bilhões.

O Gabinete Compartilhado 

O Gabinete Compartilhado do Movimento Acredito foi idealizado ainda em 2018 pelos parlamentares Felipe Rigoni, Tabata Amaral e Alessandro Vieira, com o objetivo de avaliar, analisar e/ou criar – de maneira técnica – ações conjuntas ou matérias de interesse dos parlamentares. Com isso, o Compartilhado é uma estrutura que não gera só economia, mas resultados efetivos, sendo considerado uma medida de inovação no Legislativo. Os servidores foram contratados via processo seletivo. 

 

 

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK