Voltar ao site

Congresso derruba veto de Bolsonaro a projeto de Rigoni que garante internet a professores e alunos

Texto vai garantir que alunos de baixa renda consigam internet para assistir aulas na pandemia

O Congresso Nacional derrubou na tarde desta terça-feira (1º) o veto do PL 3.477/2020, de autoria do deputado federal Felipe Rigoni e de outros parlamentares. O texto garante uma ajuda de R$ 3,5 bilhões para que Estados e municípios garantam acesso à internet para 18 milhões de alunos e 1,5 milhão de professores da rede pública durante a pandemia.

O texto havia sido aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado em dezembro do ano passado, mas acabou vetado integralmente pelo presidente Jair Bolsonaro. Com a derrubada do veto, o texto garantirá o benefício para alunos pertencentes a famílias inscritas no Cadastro Único para programas sociais do governo (CadÚnico). Rigoni celebrou a derrubada.

“A educação deve ser sempre tratada como prioridade para o país. A derrubada do veto por unanimidade reforça esse compromisso. Estamos falando de milhões de alunos que estão há mais de um ano sem frequentar a sala de aula. Levantamento da Central Única das Favelas aponta que, somente nas favelas, 55% dos alunos estão sem estudar. É um problema grave, que precisava de solução”, pondera o deputado capixaba. 

“Nosso texto foi construído a muitas mãos e, como sempre fazemos, não afeta o equilíbrio fiscal e tem amparo em evidências científicas. Temos compromisso com a defesa da educação brasileira e com o futuro do país. Cuidar dos jovens agora, garantir que continuem aprendendo e evoluindo, será fundamental para as oportunidades que terão na vida adulta”, reafirmou.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK