Voltar ao site

Deputado federal Felipe Rigoni economiza R$ 700 mil em 500 dias de mandato

Parlamentar preparou relatório de ações apresentadas em um ano e meio de trabalho

O deputado federal Felipe Rigoni economizou R$ 694 mil em 500 dias de trabalho em Brasília. Os valores, referentes à cota para o exercício da atividade parlamentar (CEAP) e à verba de gabinete, foram contabilizados entre fevereiro de 2019 e junho deste ano. O montante não utilizado pelo parlamentar foi devolvido aos cofres públicos.

Mensalmente, cada deputado federal capixaba tem direito a R$ 149.099,5 por mês. Os recursos podem ser utilizados para pagamento de servidores e custeio do mandato. Rigoni utiliza apenas 15 dos 25 assessores disponíveis, 14 deles escolhidos via processo seletivo. Mensalmente, o deputado economizou cerca de 30% dos recursos disponibilizados.

“Nossa preocupação com o equilíbrio das contas públicas não poderia ser diferente em nosso gabinete. Estamos atuando ativamente em Brasília, fazendo mais com menos. E isso não afetou nossa produtividade na defesa do desenvolvimento socioeconômico, na geração de oportunidades, na defesa da educação e da inclusão social”, pontua o deputado.

Ao assumir o mandato, Rigoni abriu mão de aposentadoria especial, auxílio-moradia e assistência à saúde, entre outros privilégios. Para relembrar as principais ações realizadas em 500 dias de mandato, o deputado lançou nesta semana um relatório de gestão. O material pode ser acessado no link abaixo.

“Nosso mandato vem mostrando a força do diálogo. Vencemos a barreira da polarização na Câmara para apoiar projetos que farão a diferença na vida dos capixabas. Com uma análise imparcial, amparada em evidências científicas e sem partidarismos ideológicos, aprovamos o marco legal do saneamento, o novo Fundeb e a reforma da Previdência”, defende.

Coronavírus

Para enfrentar a crise mais grave dos últimos 100 anos, Rigoni apresentou mais de 15 ações. Entre projetos de lei e emendas, estão: uso do Fundo Eleitoral para combate ao coronavírus; carta com sugestões de melhoria para as medidas econômicas apresentadas pelo governo federal; suspensão das parcelas do Fies; empréstimos para microempresas por meio das maquininhas de cartão; e emendas individuais e de bancada para ajudar no combate à covid no Espírito Santo.

Por meio de uma campanha de arrecadação solidária, desenvolvida em parceria com a Apex, o parlamentar atendeu oito municípios e ajudou a levar cestas básicas aos capixabas mais afetados pela pandemia. Foram 90 comunidades visitadas e quase nove mil famílias atendidas.

Combate a privilégios

No momento, o deputado federal articula apoio para a PEC da Calamidade, que permitirá combater privilégios em todas as esferas dos Poderes, cortar salários do alto funcionalismo e gerar uma economia de R$ 31 bilhões por ano nos próximos dois anos. Entre algumas das medidas possíveis estão: corte de 25% dos altos salários em todos os Poderes, inclusive dos parlamentares; fim do pagamento de verbas indenizatórias acima do teto; e fim das férias estendidas, que acabam sendo vendidas e resultam em mais ganho.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK