Voltar ao site

Felipe Rigoni: 200 projetos avançam no edital de emendas parlamentares

Deputado federal abriu edital pelo segundo ano consecutivo para R$ 12 milhões

A primeira etapa de avaliação do Edital de Emendas Parlamentares do deputado federal Felipe Rigoni foi finalizada. Dos 323 projetos inscritos, 200 continuam na disputa. Foram 28 dias de análise, ponderando três critérios definidos no edital: o quão estruturante é o projeto, qual o impacto gerado e a qualidade da proposta. Os selecionados serão agora submetidos à avaliação técnica do conselho de especialistas.

“Pelo segundo ano consecutivo, buscamos uma solução moderna, transparente e democrática para decidir sobre os recursos públicos. A qualidade e a diversidade dos projetos comprovam que os capixabas desenvolvem ótimas iniciativas em todo o estado, o que faltava era uma ferramenta para dar visibilidade e oportunidade aos projetos. Nossas escolhas são pautadas por critérios técnicos, o que estimula a participação popular no mandato”, argumentou Rigoni.

Lançado no início de junho, o edital recebeu inscrições de todas as microrregiões do Espírito Santo. Embora a Metropolitana tenha o maior volume de projetos (66), foi a microrregião Central Sul quem mais aprovou na primeira etapa, com 87,50% de selecionados. Dos 78 municípios, 39 permanecem com representantes no edital. Vitória, com 39 projetos, Colatina (17) e Vila Velha (12) estão entre os municípios com maior número de aprovados.

“Uma de nossas preocupações foi a capacidade estruturante de cada projeto. O investimento precisa ter um efeito multiplicador, gerando sustentabilidade e expandindo a capacidade de atendimento nas microrregiões. Neste ano, promovemos também um ciclo de webinários para capacitar os interessados, o que garantiu propostas de alta qualidade”, pondera a coordenadora do gabinete do Espírito Santo, Julietty Quinupe.

O edital

Puderam participar órgãos públicos e instituições do terceiro setor com atuação no Espírito Santo. Após a primeira etapa de seleção, os projetos serão encaminhados para análise técnica do conselho consultivo do mandato, formado por especialistas de diferentes áreas. Definidos os finalistas, a população escolherá por meio de votação em aplicativo onde cada recurso será aplicado. Os recursos serão liberados no orçamento de 2020.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK