Voltar ao site

Felipe Rigoni: votação popular para emendas parlamentares entra na reta final

População decidirá por meio de aplicativo quais projetos vão receber até R$ 12 milhõe

O deputado federal Felipe Rigoni abriu hoje a última etapa de votação do edital de emendas parlamentares. Dos 56 projetos finalistas que disputam os R$ 12 milhões, restam 41 iniciativas de seis categorias diferentes. Na etapa exclusiva das emendas de Saúde, encerrada nesta quarta-feira (30), foram registrados dez mil votos. A população pode participar por meio do aplicativo “Tem Meu Voto”, disponível para Android e iOS.

 

A votação será realizada em dois grupos: um para educação, ciência e tecnologia; e outro para projetos assistência social, saneamento, agricultura e desenvolvimento econômico. A votação ficará aberta até o dia 09 de outubro. O resultado final será divulgado no dia 16 de outubro e a verba pleiteada será liberada no orçamento do ano que vem.

 

Para votar, é preciso se cadastrar no aplicativo “Tem Meu Voto”, selecionar o Espírito Santo como estado desejado, apontar o deputado Felipe Rigoni como deputado federal a ser acompanhado e ir até a seção “Votação”. Cada cidadão pode votar uma vez em cada projeto e os resultados passarão por análise técnica para identificar tentativas de fraude.

 

“Buscamos uma solução inovadora para tornar a distribuição dos recursos mais transparente e democrática. A experiência do ano passado mostrou que dá muito certo ouvir as pessoas. O volume e a qualidade dos projetos provam que tomamos a decisão correta. Foi preciso adotar critérios técnicos rigorosos para apontar os finalistas”, pontua Rigoni.

 

O processo

 

Lançado no início de junho, o edital recebeu inscrições de todas as microrregiões do Espírito Santo. Na fase final, a microrregião Metropolitana soma 16 projetos, seguida da Centro Oeste (07), Nordeste (06) e Rio Doce (05). Entre as cidades, Vitória (10), Colatina (05) e Nova Venécia (04) lideraram o número de projetos prontos para a votação popular.

 

Dos 323 projetos inscritos, 200 avançaram para a segunda fase. Todos foram submetidos à análise de um conselho de especialistas, formado por 22 nomes de diferentes áreas temáticas, como saúde e educação. A avaliação considerou três critérios, definidos no edital: o quão estruturante é o projeto, qual o impacto gerado e a qualidade da proposta.

 

Puderam participar órgãos públicos e instituições do terceiro setor com atuação no Espírito Santo. Foram avaliadas iniciativas nas seguintes áreas: saúde; educação; assistência social; segurança pública; indústria, comércio e micro e pequenas empresas; agricultura, pesca e desenvolvimento agrário; saneamento básico; e ciência e tecnologia.

 

Conheça os projetos na disputa:

 

• Centro dia para Idosos, R$ 1.500.000,00, Cachoeiro de Itapemirim, Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim;
• Modernização dos currículos e das práticas educativas dos cursos técnicos e superiores, por meio da implementação de um laboratório maker no Ifes, R$ 200.000,00, Cachoeiro de Itapemirim, Ifes;
• Saneamento no Campo, R$ 350.000,00, Cariacica, Prefeitura Municipal de Cariacica;
• Inclusão Digital - Caminho para potencializar o conhecimento e rever paradigmas, R$ 1.126.235,00, Castelo, Prefeitura Municipal de Castelo
• Instalação de laboratório de ciências, física, química, biologia e solo em cinco Escolas Famílias Agrícolas, R$ 275.697,25, Castelo, Cachoeiro de Itapemirim, Jaguaré, Rio Bananal, Boa Esperança, Movimento de Educação Promocional Do Espírito Santo (Mepes);
• CineAgro, R$ 159.000,00, Colatina, Ifes Itapina;
• Banda Ifes, R$ 209.145,00, Colatina, Ifes Itapina;
• Laboratório de Imagens - Word Libras, R$ 160.888,00, Colatina, Ifes Itapina;
• Programa de Segurança Alimentar: Análises de Agrotóxicos em Alimentos, R$ 300.000,00, Colatina, Ifes Itapina;
• Cras itinerante, R$ 100.000,00, Conceição da Barra, Secretaria Municipal de Assistência Social;
• Nascente Viva, R$ 366.945,00, Domingos Martins, Ibramar;
• Saúde e Saneamento Rural: Qualidade de vida e produção de alimentos, R$ 411.250,00, Linhares, Ibramar;
• Fóruns de Direitos Humanos: reflexões e agendas no contexto da pós-pandemia, R$ 514.280,00, Estadual, Secretaria de Estado de Direitos Humanos;
• Sistema de Apoio à Decisão na Triagem de Pacientes com uso de Técnicas de Inteligência Artificial para Predição de Severidade da COVID-19, R$ 298.600,00, Estadual, Fundação de Desenvolvimento e Inovação Agro Socioambiental do Espírito Santo – Fundagres Inovar;
• Acolhimento e Segurança, R$ 192.719,44, Ibatiba, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Ibatiba;
• Reforma de Prédio Público destinado à sede do Creas, R$ 279.135,40, Ibiraçu, Prefeitura Municipal de Ibiraçu;
• Transporte para a Melhoria do Atendimento, R$ 100.000,00, Ibitirama, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Ibitirama;
• Reestruturação dos serviços de Saúde, R$ 106.595,14, Ibitirama, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Ibitirama;
• Projeto Doce Vida, R$ 173.790,00, Itapemirim, Associação dos Pecuaristas e Agricultores Familiares de Itapemirim;
• Cuidar faz bem, R$ 145.801,50, Linhares, Lar do Idoso Abrigo de Luz;
• Viajando através da leitura, R$ 109.938,04, Linhares, Cáritas Bebedouro;
• Transporte de qualidade para idosos da Sou Feliz, R$ 236.591,38, Marechal Floriano, Organização de Amparo à Idosos da Sou Feliz;
• Rodas para Assistência Social, R$ 482.160,00, Nova Venécia, Fundo Municipal de Assistência Social;
• Jovens Cientistas: Pesquisadores do Futuro, R$ 142.000,00, Nova Venécia, Prefeitura Municipal de Nova Venécia;
• Gerando Energia de Qualidade, R$ 129.900,00, Nova Venécia, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Nova Venécia;
• Língua Pomerana: curso de formação continuada para professores e produção de material paradidático, R$ 120.000,00, Pancas, Associação Pomerana de Pancas (APOP);
• Construção de Reservatório de Água, R$ 402.825,08, Rio Bananal, Prefeitura Municipal de Rio Bananal;
• Construção de Unidade de Acolhimento, R$ 600.000,00, Santa Maria de Jetibá, Prefeitura Municipal de Santa Maria de Jetibá;
• Reforma e Ampliação da EMEIEF São Sebastião, R$ 2.445.931,41, Santa Maria de Jetibá, Prefeitura Municipal de Santa Maria de Jetibá;
• Construindo um “Pedacinho de Casa”, R$ 800.000,00, Santa Maria de Jetibá, Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) para Crianças e Adolescentes;
• Recuperação e proteção de edificações históricas no Museu de Biologia Prof. Mello Leitão, R$ 721.690,00, Santa Teresa, Instituto Nacional da Mata Atlântica;
• Implantação de sistema de energia fotovoltaica, com instalação de uma usina solar de produção de energia para a Escola Família Agrícola, R$ 187.392,12, São Gabriel da Palha, Movimento de Educação Promocional do Espírito Santo;
• Ser Digital, R$ 145.840,00, São Mateus, Centro Cultural Araçá;
• Campo de Futebol Society, R$ 358.543,11, Serra, Ifes Serra;
• Implantação de Rádios Comunitárias nas Unidades Socioeducativas do Iases, R$ 702.600,00, Vila Velha, Cariacica, Cachoeiro de Itapemirim, Linhares e Serra, Iases;
• Facilitação do ensino na área da saúde em tempos de Covid-19: Sala de Autopsia do Serviço de Anatomia Patológica do Hucam, R$ 236.900,00, Vitória, Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes;
• Agência Experimental de Economia Criativa Fábrica de Ideias (AGECX), R$ 335.752,12, Vitória, Ifes;
• Centro de Pesquisa, Avaliação e Reabilitação para Voltar a Andar (CEPARVA), R$ 2.498.976,00, Vitória, Ufes;
• Centro de Pesquisas Clínicas, R$ 561.965,60, Vitória, Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes -HUCAM-UFES/EBSERH;
• Projeto de Interesse Social Bônus Moradia e Auxílio Moradia, R$ 6.000.000,00, Vitória, Prefeitura Municipal de Vitória;
• Sistema Monitora EA - Espirito Santo, R$ 1.399.596,00, Vitória, FUNBEA - Fundo Brasileiro de Educação Ambiental.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK