Voltar ao site

Pessoas com transtorno de aprendizagem terão direito a processos de avaliação adaptados

Substitutivo foi apresentado pelo relator Felipe Rigoni

· educação inclusiva,educação

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou hoje um substitutivo ao projeto de lei 8.489/2017, que trata sobre a aplicação de provas para pessoas com dislexia. Relatado pelo deputado federal Felipe Rigoni, o novo texto amplia o benefício para outros tipos de transtornos de aprendizagem.

“Fomos além das provas para processos seletivos, incluindo a educação para crianças com dislexia, TDAH e outros transtornos de aprendizagem também no contexto da educação especial. Assim, é assegurado que crianças com necessidades diferentes de aprendizagem tenham serviços e processos de avaliação específicos”, defendeu Rigoni.

O projeto foi aprovado por unanimidade durante reunião da Comissão de Educação e aguarda parecer da Comissão de Constituição e Justiça para ser encaminhado ao plenário da Câmara.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK