Voltar ao site

Rigoni emplaca emenda que valoriza bom desempenho nas escolas públicas

Três propostas foram aceitas na PEC que constitucionaliza o Fundeb

O deputado federal Felipe Rigoni apresentou três emendas na PEC 15/2015, que constitucionaliza o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Os textos, assinados em parceria com a deputada federal Tabata Amaral, foram acolhidos pela relatora da PEC, a também deputada Professora Dorinha.

As emendas propõem avanços em três áreas: ampliação de 10% no repasse de recursos a escolas que obtiverem melhoria nos indicadores de educação; cota mínima de 15% no repasse da União para estados e municípios; criação de mecanismos de transparência e prestação de contas sobre o uso dos recursos do Fundeb junto ao Tribunal de Contas.

O relatório será votado na comissão especial que analisa a PEC 15/2015 no início de março. Um avanço fundamental, segundo Rigoni. “O Fundeb distribuiu cerca de R$ 156 bilhões para Estados e municípios em 2019, mas a União representou menos de 10% destes recursos. Estamos abaixo do investimento médio por aluno dos países da OCDE”, exemplifica.

“A possibilidade de aumentar o repasse feito aos municípios que apresentarem crescimento nos indicadores torna a distribuição mais justa, o que ajuda a reduzir desigualdades. É preciso valorizar boas práticas de educação, analisar a trajetória de cada município e estimular o crescimento daqueles que se esforçam para fazer mais”, pontua Rigoni.

Sobre o uso dos recursos, o parlamentar capixaba explicou que a divulgação dos dados de maneira irregular dificulta a comparação dos resultados. “Com informações transparentes e bases comparáveis, poderemos estudar melhor a relação entre cada investimento e seus resultados”, defende Rigoni.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK